Tradicionalmente fabricados em porcelana, os azulejos conquistam seu espaço na decoração sendo muito mais do que um revestimento. Ele é um material prático, de fácil limpeza e oferece a possibilidade de misturar texturas, temas e motivos.
Os primeiros registros do uso da peça aparecem no Antigo Egito, tendo origem na região Mesopotâmica e se expandindo por um amplo território ao longo dos anos. Por meio de artesãos muçulmanos, ganhou novas técnicas de fabricação na Espanha, até chegar a Portugal entre o fim do século XV e o início do século XVI, país que já possuía longa experiência em produção de cerâmica, tornando-se então referência na confecção do mesmo.

Conheça abaixo alguns estilos e técnicas utilizados frequentemente:

Mudéjar
Estilo artístico e arquitetônico, a arte mudéjar incorpora influencias e elementos de um estilo hispano-muçulmano. Ela se caracteriza pelo emprego do tijolo enquanto material.

Enxaquetado
Denominados azulejos em caixinho, o estilo tem por sua composição xadrez, simples ou complexa. O termo possui o significado literal do motivo apresentado, sendo também vinculado à “dividido como tabuleiro de xadrez”.

Majólica
A Majólica é uma técnica usada em azulejos vinda da Itália, introduzida na Península Ibérica aproximadamente no século XVI. Foi considerada revolucionária devido à possibilidade de realizar alterações em suas etapas mesmo após a primeira cozedura.

Alicatado
Trata-se de uma técnica onde o corte do azulejo é realizado com o alicate, em diferentes formas geométricas. Na arquitetura e design, foi por muito tempo considerada arcaica, ganhando um novo aspecto atualmente, se tornando artesanal.
Para um bom acabamento no material escolhido, é essencial que a argamassa, uma mistura de água, cimento e areia que é capaz de unir materiais, impermeabilizar e nivelar superfícies, seja a adequada ao produto utilizado e aplicada de maneira correta.
No caso dos azulejos, ao efetuar assentamento em cerâmicas são indicadas as argamassas AC1, AC2 e AC3, nas cores cinza ou branca, que proporcionam uma finalização esteticamente agradável.

AC1
Este tipo é indicado no assentamento de revestimentos cerâmicos de pisos em ambientes internos e térreos, podendo ser utilizada em assentamento de pisos das áreas propensas a ter contato com água, como banheiros, cozinhas e áreas de serviço.

AC2
Esta argamassa possui propriedades que absorvem as de variações de temperatura e umidade, podendo ser utilizada em ambientes internos e externos em pisos, paredes áreas ao ar livre e fachadas.

AC3
A AC3 é a que possui maior poder de aderência. Ela é indicada para assentamento de porcelanatos e de revestimentos cerâmicos em ambientes como piscinas de água quente, saunas e churrasqueiras.

Ficou em dúvida na hora de escolher seu material para a decoração e design? Conte conosco para te auxiliar!

Pin It on Pinterest

Inscreva-se em nosso Blog

Inscreva-se em nosso Blog

Inscrevendo seu e-mail abaixo você recebe novidades, novos artigos e promoções da Ponto Interior.

Você se inscreveu com sucesso! Obrigado.